Translate translator 翻訳 Переводчик

O amplexo da alma...


Amplexo da alma


Risos d' alma solitária
Levantam-se na noite escura
Escárnio de infortúnio

Emudeces minha alma
Afasta-te de mim com brandura,
adormece a dor que perdura
e todo o resto se acalma

Fecha os olhos, deixa a alma
Pássaro cruzando montes
Livre sobrevoando horizontes
Mandando seguir em frente

deixa o passado lá atrás
Cheira a mofo certamente,
afinal já tanto faz...
http://gallobar2008.blogspot.com/
Descansa o corpo haja paz
Tudo não passa d' ilusão
Abre as janelas, emudece ais
Sente a brisa, passa e bate
Amplexo da alma se esbate

Quando urge dizer sim,
em vez de ser sempre não

Cala o corpo a razão
a vida não deixará de correr

rio que transborda correrá
ziguezagueante até ao mar
Acalma a dor acalma o olhar
No final a tua obra, tua alma
o teu legado irão continuar a viver 


(Sei que a tua alma sangra, mas não será certamente o fim...)

Porto 17/04/2009
António Gallobar




António Gallobar

10 comentários:

Fragmentos de Elliana Alves disse...

LINDO POEMA.
ANDEI ATÉ AQUI
E AMEI...BJSSSSSSSSSS
E SAUDADES,BOM FINAL DE SEMANA!

AFRICA EM POESIA disse...

deixo poesia...

Gostava de comprar o livro... o meu email está no meu blog
um beijo

Francisco disse...

Melhor que o "Amplexo da Alma", só mesmo o amplexo do amigo António, ainda que à distância.
Um forte amplexo e um ótimo final de semana.
Francisco.

Adriana Godoy disse...

Um hino à vida, Gallobar, embora o corpo já não mais respire.

"Vá lá, deixa o passado lá atrás
Cheira a mofo certamente
Afinal já tanto faz" .

Muito belos esses versos e o conjunto igualmente. Beijo.

Delirius disse...

Belissimo o teu poema António!
Gostei particularmente desta parte:

"Fecha os olhos, deixa a alma
Qual pássaro cruzando mointes
Livre sobrevoando horizontes
Mandando seguir em frente
Vá lá, deixa o passdo lá atrás
....................
Afinal já tanto faz"

Amei a tua visita, apreciei os comentários. Espero por ti sempre!

Beijo :)))

Alvaro Oliveira disse...

Olá amigo António

Um verdadeiro poema
de incentivo á vida.

Parabéns

Um abraço

Alvaro Oliveira

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

O Néctar da Flor mais uma vez homenageia os amigos queridos com mais um selo, onde a magia acontece, seja ela qual for.
Não existem regras, apenas repasse com carinho para aqueles que fazem a mágica da escrita criar vida.



Beijos jogados no ar, sempre!

-

lili laranjo disse...

Antonio
com palavras simples tentei suavisar a dor...
um beijo

Alvaro Oliveira disse...

Caro amigo António!

Passe no blog alvarooliveira,
que tem um prémio para si.

Um abraço

Alvaro Oliveira

Deusa Odoyá disse...

Olá meu amigo.
Um doce , puro e sensivel poema.
Nos faz parecer um grito de liberdade de sua alma.
O renascer de uma vida.
Beijinhos de muita paz, e luz.
Uma semana abençoada por Deus.
Regina coeli.