translator 翻訳 Переводчик

Na penumbra dos dias, há um rio que corre...


Deixo a água que corre
passe lesta por meus dedos
e leve com ela, segredos
por quem minh' alma morre



E nessa penumbra  plangente
tacteio o caminho no escuro
a ver se encontro o futuro
na ânsia de ser o presente








9 comentários:

. intemporal . disse...

.

.

. bel.íssima a palavra que assim des.tece a penumbra ,,, numa sublime composição poética da poesia dita clássica . que clama pelo futuro . na ausência do presente .

.

.

. os meus parabéns .

.

.

. um abraço .

.

.

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

E nesse rio que corre se vai a nossa vida que nos foge por entre os dedos se não tivermos a sensatez de tentar que corra mais devagar; nessa ânsia de correr atrás do futuro esquecemo-nos de aproveitar o presente, presente esse que às vezes nos parece não existir, sentimo-nos vazios...sentimo-nos sem vida, sem esperança; sempre com o pensamento no dia de amanhã...quem sabe, não será melhor? Mas...será que o teremos? Melhor será observar o rio que hoje corre ali, bem à frente dos nossos olhos... limpo, sereno, azul...amanhã??? Não sei que cor terá! Linda a tua poesia, como sempre. Parabéns, amigo e sucesso para o teu livro.
Emília

Everson Russo disse...

Nessa penumbra a força dos sentimentos que sobrevivem..abraços de bom dia amigo.

Por que você faz poema? disse...

Entre o passado o futuro
me perco sempre no meio,
entre versos e delírios.

Mar Arável disse...

O futuro é o instante que segue

Tudo se move

© Piedade Araújo Sol disse...

o futuro está lá mesmo que no presente nada o acuse.

bom fim de semana!

beij

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

A vida passa...mas ficam os momentos passados e presentes...os futuros quem sabe...mas esse é o mistério da vida...apenas um dia de cada vez.

deixo um beijinho
Sonhadora

... "re" ... disse...

Antônio...

Um poema sentido e melancólico que expressa os teus sentimentos no momento da escrita.

Conheço estes momentos e sei como é sentir e viver neste tempo em que tudo parece sem vida ou esperança.

Mas assim como tu disseste para mim, acredite, eles passam como as nuvens e tudo volta a sorrir e florir em teu coração e alma!

Amei esta tua escrita. A imagem é belissima!

Baci nel cuore... Mio caro amico

Maria João disse...

António

O presente...

o presente é essa caricia breve, da água que escoa por entre os nossos dedos.

Muito bonito!

Um abraço