Translate translator 翻訳 Переводчик

Contador de visitas

contador de visitas

Espírito livre

Espírito livre




Sou um espírito livre que voa sem freio
que atravessa horizontes, terra ou mar
sou o vento que cruza o vale ou a montanha
brisa suave que te embala e faz sonhar

Aquele que te agita e diz o não queres ouvir,
e te atormenta quando teimas em tornar
a fazer o que não deves certamente
quando a razão que sabes, prometes ignorar

Aí volto a ser o pássaro livre, que sempre fui
Que diz tudo o que pensa ao vento que passa
E num salto se lança destemido abrindo as asas
recusa olhar para trás para não te ver na desgraça

E hei-de voltar a ser novamente a voz que ecoa
e te ajudará uma vez mais nesta tua vida irrequieta
ave que voa sem medo sobre os teus segredos
E sem reflectir os vê, com olhos e sonhos de poeta.


Poema integral publicado no Poiesis volume XVIII
com um grande abraço para todos os amigos

António Gallobar

9 comentários:

Adriana Godoy disse...

Gallobar, fiquei algum tempo sem visitar esse espaço e me deparo com textos tão pungentes e humanos, como a tragédia na Ilha da Madeira. Realmente há que parar e pensar em soluções pra esses problemas que tanto fazm sofrer uma população inteira. Justamente, quem sofre mais ão sempre os desvalidos, os humildes, os sem posses. Fui a blog de sua amiga e parece que ela está bastante deprimida. Há que se respeitar o seu silêncio, a sua solidão.
Vejo que também está na coletânea e torço por seu sucesso. Que o pássaro livre continue a voar cada vez mais alto. beijo.

António Gallobar disse...

Olá amiga Adriana

Evidentemente que temos que saber respeitar o silencio, mas penso que é bom que sinta que existe neste mundo quem se preocupe e que quer que as coisas mudem, para sermos todos mais felizes.

Beijinho

Chica disse...

Antonio, tuas poesias são lindas, tem uma profundidade e beleza que nos fazem voar como essa tua ave e que voa ,mas consegue perceber tudo com olhar de poeta...LINDO! abração,lindo dia, semana e março!chica

lidia disse...

ESTIMADO AMIGO ANTONIO, EN PRINCIPIO,MUCHAS GRACIAS,POR ESTAR,COMENTAR Y HACER INCAPIE MO LO HICISTE,SOBRE LA FOTOGIA, ME LA ENVIO UN FOTOGRO-POETA O VICEVERSA POETA-FOTOGRAFO, DESDE PORTUGAL,CON TODAS FOTOS DE DISTINTAS INGLESIAS,DEL MUNDO, A MI ME PARECIO ,UNA ESPECIE DE HOMENAJE PONER ESTA FOTO,PUES HAY MUCHOS COMPATRIOTAS TUYOS,QUE ME SIGUEN, U ABRAZO
GRACIAS POR TODO
LIDIA-LA ESCRIBA

GRP disse...

Caro António Gallobar:

Em primeiro lugar obrigado por se adicionar como meu seguidor no meu blog.
Em segundo lugar obrigado por me proporcionar a leitura dos seus poemas. Gosto bastante deste "Espírito Livre". Leia o meu "Solo Prometido" em http://diogocantante.blogspot.com. Assemelha-se em alguns pontos ao seu. Quando escrevo "Destas que pairam, me comem ferozes" refiro-me às gaivotas que vôam sobre o rio Tejo. O poema faz uma retrospectiva daquilo que gostariamos de ter sido mas não fomos. Foi um poema que escrevi no Parque das Naçoes junto ao rio. Diga e critique de sua justiça mesmo que não goste pois só assim poderei melhorar.
Mais vez obrigado. Abraço. Diogo Cantante.

Maria João disse...

António

Verdadeiramente livre é o espírito, é nele e com ele que nos perdemos ou encontramos com o pensamento, nele voamos para onde não nos magoam ou então para onde nos sentimos verdadeiramente nós. Os castelos que construimos ou destruimos dentro de nós, por força de tudo o que vemos e sentimos são ao mesmo tempo expressão concreta dessa liberdade.
Que bom que é ser livre, livre nas palavras que o espírito dita, livre das dizer e de as escrever, porque de as pensar... ninguém nunca poderá amarrar o pensamento!

Um beijinho grande e ... muito obrigada, sempre!

Ana Martins disse...

Caro António,
É pois sem dúvida alguma um poema que expressa o mais sublime sentir do poeta, lindo!

Beijinhos,
Ana Martins

Pelos caminhos da vida. disse...

Um Anjo para Você.

Para iluminar seu caminho,
para colocar ordem na sua vida,
para você ter sempre a certeza,
de que ele está ao seu lado,
em todos os momentos.

Em qualquer situação,
na sua tristeza e na sua alegria.

E mesmo que você se esqueça dele as vezes,
ele estará sempre do seu lado,
lhe ajudando, lhe dando conselhos,
lhe conduzindo na sua estrada,
as vezes triste, as vezes alegre.

Ele sempre vai dar o melhor de si,
para lhe ajudar, e em troca disso,
ele só quer que você saiba dele,
que acredite nele.

Não precisa saber o nome do seu anjo,
basta lembrar dele como uma luz,
a iluminar o seu caminho.

E você pode ter certeza de que ele é assim,
uma imensa luz, que não se apaga nunca,
que não fica fraca,
que jamais perde sua força e seu brilho.

Um lindo anjo para você...
Que você possa contar com ele,
Sempre....sempre...

(texto tirado da net).

Bom dia!

Obrigado pela sua visita, serás um prazer te receber novamente.


beijooo.

Mariz disse...

Caro Amigo

Grata pela visita ao meu post anterior, mas como já é do domínio público deixei de andar na blogosfera por motivos vários,entre eles, por passar muito tempo no computador.
Mas nunca esqueço os amigos e sempre que posso faço uma visita, como agora. A Páscoa está a aproximar-se e vim pessoalmente desejar que passe este tempo tentando uma nova viragem, com um outro olhar sobre si e sobre tudo o que o rodeia.

Quanto a este poema é muito bonito,singelo e tocante. Especialmente a frase final:
..."E sem reflectir os vê, com olhos e sonhos de poeta".
Que vivamos pois com esses olhos que tudo observam e o coração sente!
Então que o sonho se cumpra! E que Deus nos ajude e proteja.
Sao estes também os meus votos para si.

Sempre...
Com carinho
mariz