Translate translator 翻訳 Переводчик

Até já...



Até já...

Embalado nesse sonho parto lívido
Para trás deixo raízes fortes que me farão voltar.
Um dia, sim talvez um dia
Ou amanhã quem sabe bem cedinho, se calhar!


E neste encanto me vou de abalada
sorrindo para o futuro indiferente
aos conselhos sábios dos anciãos que ficaram
e me viram partir teimosamente.

Deixo-vos amigos deste lado da ponte
A minha alma carregada parte hoje
Negra como a noite sem luar.


A incerteza do regresso pesa
A esperança de voltar me anima
O vosso sorriso sincero me vai esperar.



António Gallobar


6 comentários:

Maria Emília disse...

Ficamos ansiando a sua vinda.
Até breve.
Um abraço,
Maria Emília

Isabel José António disse...

Caro Amigo António,

Parabéns pela participação no livro que vai ser lançado. Um abraço por isso.

Caro amigo não desapareças
Tua inspiração é esperança
E também nunca te esqueças
A felicidade também se alcança

Volta depressa companheiro
Destas lides e outras causas
Para ti sê sempre o primeiro
Em actividades ou em pausas

Um abraço

José António

stella disse...

Un gozo visitarte, me ha gustado mucho las imágenes que dejas en tus versos y la presentación de ellos
Tu libro de poesias debe ser espléndidamente hermoso
Un abrazo
Stella

Chellot disse...

Antonio aguardo o retorno. Bom voltar aqui. Beijos doces.

Luca and Sabrina disse...

Um abraco,
Sabrina&Luca

Maria João disse...

Antonio

Um poema tão belo quanto a singeleza das palavras. Gostei imenso, transmite serenidade...

Um beijinho

PS - Acho que ando atrasada na leitura dos teus trabalhos, desculpa!