translator 翻訳 Переводчик


Pelos que caíram...


E o mundo sem aviso ruiu
Sob os escombros jazem caídos
Corpos inocentes, novos e velhos
Vítimas da fúria incontida
da terra zangada (connosco)
numa fúria sem limites
que tudo arrasou
num ai…

Os que sobreviveram
perguntam certamente
e por quanto tempo?

Sem tecto
Sem água
Sem comida
Feridos no corpo e na alma

Nós pensamos
e se fossemos nós?

Em silêncio me fico
e peço ajuda Divina...


.
.
~




6 comentários:

Victor Gil disse...

Amigo António.
Todos estamos pasmados com a grandiosidade do monstro. Realmente pode-se dizer que é a terra zangada.
Uma excelente homenagem de sentimento com o povo do Haiti, ao qual eu me solidarizo.
Um abraço
Victor Gil

Maria Emília disse...

Na verdade, António, uma recolha em silêncio e oração é talvez a melhor e mais sensata homenagem que podemos prestar neste momento. Também a ajuda económica, por pouco que seja, será muito valiosa. Vou levar o link da ajuda que está aqui no seu blog, para o meu, para que mais pessoas o possam conhecer.
Um grande beijinho,
Maria Emília

Canto da Boca disse...

Lamentavelmente triste, a terra está zangada conosco. Mas apesar da tristeza e estupefação, recolho-me também em oração pela vítimas.

Abraço.

Sonhadora disse...

António
uma tristeza sem tamanho.
Pobre gente.Somos tão pequenos, contra a natureza.
Vou levar o Link

Beijinhos
Sonhadora

stella disse...

Terribile...
Preghiamo, Antonio...

Maria João disse...

António

É grande a impotência perante tamanha catástrofe. Olho para as minhas mãos, vazias…. e penso o quanto poderiam ser úteis lá ! Rezo, também eu rezo… embora saiba que isso, por agora, lhes valerá de pouco!!

Um abraço