Translate translator 翻訳 Переводчик

saudades de ti






...saudades de ti






Vazio na minha existência perdida
vento que me varreste a alma
numa tempestade de emoções

me deixaste atordoada
quase sem vida vi
que me fugias
fiquei atordoada
dependente e viciada em ti
sem vontade própria
num vazio atroz
numa cama prostrada.

E dúvidas tens?
E ainda perguntas!


Claro que tenho saudades...
do tempo e do momento,
sim tenho saudades...
esqueces que prometes-te vir não vieste...

Tu és a minha insónia
vai-te não quero mais saber
nem de ti,
nem do teu corpo
do teu sorriso
da tua mão
do teu olhar
Não quero nada de nada
farta de acordar de madrugada
gelada...
acabou a angustia
acabou a espera
Chegou o tempo de parar
chegou o tempo de pensar em mim

Será assim?
será que não te sinto "alma minha"
deste barco à deriva
sem saber o que fazer

a tua ausência doi-me
a tua ausencia mata-me

tudo é triste sem te ter
mas será que eu ainda quero

Pressinto que não vens
continuar à espera?
ouvindo risos e desdéns
Quem vai rir no fim
quem irá sentir saudades?

perguntem ao vento
ele responderá...


Vou partir!
Já não te sinto,
não te sinto perto
por isso não te espero
e nen sei se ainda quero!






António Gallobar



Nota:
A inspiração vem de onde menos se espera. Há dias li um texto que falava de saudades e solidão, (por lapso meu de momento não me ocorre o nome da autora), (... melhor assim), esse belo texto me deixou a pensar no que se sofre quando se é abandonado ou trocado por alguém e tal como prometi aqui lhe deixo o poema integral, esperando que a vida se encarregue de sarar as feridas.


8 comentários:

Francisco disse...

Amigo António.
Esse poema maravilhoso, é um belo presente de Páscoa.
Uma feliz Páscoa, e um abraço.

alma solitaria disse...

Viver é algo que vai além
do tempo, é mais do que
conquistas e sucessos passageiros
É saber que o valor de nossa
existência consiste em deixar
por onde passamos um pouco
do que somos.Adorei o poema.
Beijinhos Carinhosos,

CPDL disse...

Excelente este post.
Os meus sinceros parabéns.
Uma boa Páscoa.
Adicionei seu blog no meu.
www.photorenato.blogspot.com
Abraço

Alvaro Oliveira disse...

Um belo poema a realçar
o quanto o amor pode
provocar num coração que
ama e espera e de momento
se sente esquecido.

Parabéns amigo António.

Agradeço o seu maravilhoso
comentário.

Votos de Páscoa Feliz

Alvaro Oliveira

Pico minha ilha disse...

Gostei.Passarei com mais tempo.Abraço e uma boa Páscoa

Estou a segui-lo espero que não se importe.

Emanuel Azevedo disse...

Muito bonito e de imenso bom gosto este post e a escolha do poema.
Parabéns e um abraço da Ilha Terceira.

Adriana Godoy disse...

A solidão, o abandono, a saudade servem como inspiração para belos poemas. O seu é muito belo. Beijo e domingo.

Adriana Godoy disse...

Beijo e um bom domingo.