translator 翻訳 Переводчик


Hoje

Hoje não existem palavras
o poeta cansado, nada diz
emudeceram-lhe os sentidos
pasma com lábios mordidos
atónito, incapaz de ser feliz.

Hoje nada mais dirá
doí o corpo, doí-lhe a alma
pousa a pena e o papel
clama por Gabriel
esperando que regresse a calma.

Hoje? Hoje, é apenas mais um dia
no infinito mar da existência
hoje é mais que um grito
hoje é o mito
que acorda a consciência!


António Gallobar
Outubro 2012



(Ficam as imagens que nos trazem harmonia, hoje sobretudo hoje que tanto precisamos, parar para pensar... para onde queremos ir. hoje, hoje a união europeia foi distinguida com o Prémio Nobel da Paz, da paz? Perguntará então o poeta cada vez mais inquieto, será que estão pensando em guerra? Chega de palavras, todas as que se escrevam a partir daqui, estarão a mais. Precisamos reflectir no caminho que teremos pela frente. Vejam este vídeo inspiradissimo do amigo António Almeida, uma verdadeira maravilha, partilhem-no vale mesmo a pena transmitir esta mensagem, hoje, sobretudo hoje..)


13 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

Tão belo!

um beijo grande

Antonio Gallobar disse...

Beijo também para si

BRANCAMAR disse...

É muito lindo o seu poema António e o vídeo do António Almeida também.
É,eu também fiquei inquieta logo nas primeiras horas em que foi noticiada a atribuição deste Prémio Nobel, sinto que este prémio Nobel de Paz não tem nada...

Por isso e pelos tempos que correm esta poeta também nada tem dito, emudeceu de tristeza, exceptuando as vezes em que os seus protestos descem à rua ou em prosa se passeiam por alguns blogues amigos, como aqora aqui.

Beijinhos
Branca

Canto da Boca disse...

Nesse "nada dizer", o poeta já disse tudo. As palavras gastas, cansadas, recolhem-se, para um descanso, uma passagem e pesagem de sentidos, e decerto, voltarão firmes, fortes, cheias de esperanças e alentos, despertando consciências e explodindo no grito de liberdade: Livre, liberdade, por um Portugal livre e pelo respeito ao seu povo!

Antonio Gallobar disse...

Muito obrigada pelo seu comentário, adorei. Beijinhos

Antonio Gallobar disse...

Muito obrigada pelas suas palavras, que complementam bem o sentimento que grassa

Beijinho

MARILENE disse...

Justificável melancolia! Nem sempre há palavras para transmitir o desconforto dos sentimentos. Bjs.

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Lindo o video, lindas e pertinentes as tuas palavras alinhadas em verso. Precisamos de harmonia, precisamos de nos alhear de todos estes acontecimentos à nossa volta; precisamos de sorrisos, de optimismo para que consigamos continuar a caminhar com alguma esperança. Fiquei triste com a atribuição do prémio Nobel da paz. "Será que estão pensando em guerra? Diz o poeta e digo eu também. Hoje é o dia que temos; o amanhã é incerto...não sabemos se o teremos, mas o dia de hoje é doído, é cansado, é desanimador. Só nós podemos alterar este dia; a nós cabe a opção de escolher se queremos sorrir, se queremos gritar, se queremos simplesmente viver. Eu optaria por simplesmenteVIVERr, mas...será que consigo? Não me deixam as circunstâncias!!! Beijinhos e parabéns! Adorei, António.
Emília

Antonio Gallobar disse...

Obrigada amiga Emilia Pinto o seu comentário é precioso. Beijinho

luna luna disse...

hoje é mais um dia, prémios de paz quando se faz guerra, mas é só mais um dia
bjs

Guiomar Ricardo disse...

Belíssimo...

Guiomar Ricardo disse...

Belíssimo...

Artes e escritas disse...

Para onde a humanidade vai? Que ideais virão? Tem dia sem respostas. Um abraço, Yayá.