translator 翻訳 Переводчик

Vai




Este é o teu caminho,
leva as minhas mãos,
dou-tas
para construíres o mundo
de sorriso aberto

Sem medo de perder
leva o meu sorriso
contigo

vai viver sem medos
o teu tempo
sem perdas de tempo
sem amarras

dar-te-ei o arco-íris
onde guardo
os meus sonhos mais secretos

vai,
leva tudo o que te dei...
vai viver
mesmo que possas cair

segue por ali!
vai

7 comentários:

Marina-Emer disse...

Antonio vengo para que este nuevo año que ya empezó sigamos siendo buenos amigos
con todo mi cariño un abrazo
Marina

manuela baptista disse...

obrigada, António

um bom ano para si, com muitos poemas e fotos!

um abraço

manuela

Mariazita disse...

Olá, António
Se se pode dizer que há uma poesia mais poética do que outra... então eu direi: este poema é altamente poético :)
Gostei. Muito!

Beijinhos

Isabel José António disse...

Neste Dia de Reis, vimos desejar um Feliz Ano Novo!
Depois de um ano terrível, actualizámos finalmente os nossos blogues.

Um abraço,

Isabel e José António
6 de janeiro de 2011

http://voolongo.blogspot.com/

http://flordojacaranda.blogspot.com/

http://reflexoessentidas.blogspot.com/

http://diarioestetico.blogspot.com/

http://newsletterfromlisbon.blogspot.com/

© Piedade Araújo Sol disse...

vou sempre
mesmo que os pés
me enganem
mesmo que a tempo
não queira
mas vou
sempre....

um beij

Maria João disse...

António

É por aí...

Somos dádiva a florescer na vida do outro. Só assim tudo terá sentido!

Belíssimo ensaio...

Um beijinho

ju rigoni disse...

Olá, Antonio!

Fiquei muito contente, ao retornar à blogosfera depois de tanto tempo, e encontrar um comentário seu. Muitíssimo obrigada!

E devo dizer que eu também aprecio muito os seus poéticos escritos. Muito lindo o seu poema.

Bjs, muita saúde e boas realizações em 2011. Inté, Antonio!